Vender um carro não é uma tarefa tão simples como parece. Tudo depende do estado em que o veículo se encontra como se dará a negociação e qual a sua urgência para vendê-lo. É importante conhecer o seu próprio automóvel, identificar se ele possui algum problema que precise de manutenção, saber qual o seu valor atual de mercado, histórico e quilometragem.

O mercado de veículos seminovos está aquecido, já que muitas pessoas têm identificado que não há a necessidade de comprar um carro zero quilômetros, por exemplo. Esta é a oportunidade perfeita para você conseguir emplacar a venda do seu carro. Mas, é preciso ter paciência para entrar em negociações, seja com pessoa física ou com alguma loja específica de compra de carros. Para evitar que você saia prejudicado, segue abaixo algumas dicas que podem ser importantes para você.

1.      Faça uma vistoria

Antes de colocar o seu carro no mercado para vender, é importante realizar uma vistoria para saber quais as condições reais do seu automóvel. Quando você for mostrar o carro para o possível comprador, ele com certeza vai querer saber se precisa ser feita alguma manutenção ou se o automóvel está em boas condições. Seja sincero e passe as informações corretas que a vistoria avaliou.

É bom ressaltar também que este serviço precisa ser feito em uma oficina autorizada e de confiança.

2.      Documentação em dia

Tenha certeza de que a documentação do seu carro esteja em dia. Multas em atraso, possíveis parcelas não pagas, IPVA, DUT, CRLV, entre outros, não podem ter nenhum problema, pois caso haja, dificulta a transferência do veículo para o possível comprador. Antes de anunciar a venda do seu carro, vá ao DETRAN da sua cidade para sanar qualquer tipo de dúvida que possa surgir.

3.      Anúncio do carro

Hoje em dia é muito comum anunciarmos a venda do carro em sites especializados na internet. Porém, é preciso ter cuidado para não incluir informações pessoais ou particulares do veículo, como número de chassi, documentação, número da placa, seu CPF, RG. Quando for tirar fotos do veículo, lembre-se de cobrir a placar e não deixar nenhum pertence dentro do carro que seja de fácil identificação.

4.      Combinando de apresentar o carro

Sempre que for mostrar o seu carro para um possível comprador, se atente em marcar um lugar público, com espaço aberto e que tenha movimentação de pessoas. Se possível, peça a algum amigo ou familiar para ir com você. Todo cuidado é pouco na hora de fazer a venda do seu carro. É comum também o interessado pedir um test-drive, dar uma volta para sentir o automóvel. Esteja esperto a essa situação.

5.      Urgência na venda

Ainda que você tenha urgência em vender seu automóvel, é preciso tomar cuidado para não se afobar e sair prejudicado em uma eventual negociação. Antes de qualquer coisa, consulte a tabela FIPE para saber qual o atual valor de mercado do seu carro. Há muitas lojas que oferecem um valor bem abaixo da FIPE e, no desespero, você pode acabar perdendo um bom dinheiro. Por isso, tente se organizar para que não chegue nesta situação de praticamente se desfazer do carro por conta de uma urgência. O ideal é analisar as melhores propostas possíveis para que você receba um valor justo no seu seminovo.